Triângulo da exposição – Velocidade, obturador e ISO

A parte técnica da fotografia é composta basicamente por 3 itens. Diafragma (abertura), velocidade do obturador e o ISO.

Esses itens, trabalhados em conjunto em sua câmera (seja ela profissional ou mesmo a do celular, configurado manualmente ou automaticamente) formam o chamado “triângulo da exposição” que através da luz formam uma fotografia.


Diafragma ou abertura

Ele está presente na lente da câmara, o número do seu diafragma irá determinar a área de foco de sua imagem, ou melhor, a profundidade de campo que suma imagem ficará focada e também a quantidade de luz que sua imagem irá receber.

Quanto maior for o número do seu diafragma, menor será a abertura, fazendo com que menos luz entre em sua câmera, mas deixando uma área de foco maior (fica mais fácil de conseguir imagens mais nítidas).

Fotografia tirada com abertura f11

Quanto menor for o número do seu diafragma, maior será a abertura, mais luz entrará em sua câmera e menor será a área de foco (ótimo para desfocar o fundo e deixar só uma parte da foto focada).

Fotografia tiara com abertura f2.2

Velocidade do Obturador

É basicamente o tempo que a câmera demora para tirar uma foto. Esse tempo é medido baseado em 1 segundo.

Por exemplo:

  • 1/500 = 500 avos de um segundo (bem rápida).
  • 1” = um segundo (bem lenta).

Quanto maior for a velocidade utilizada mais rápida será a captura da imagem (menos tempo seu sensor ficará exposto à luz). Assim você consegue “congelar” o movimento na cena com mais facilidade.

Fotografia de uma apresentação de dança

Quanto menor for a velocidade utilizada mais movimento terão suas imagens (mais tempo seu sensor ficará exposto recebendo luz). Assim você pode captar o rastro de luzes dos carros em movimento, a correnteza da água, ou o movimento das nuvens no céu.

Fotografia de paisagem em longa exposição

ISO

O ISO é o nível de sensibilidade do sensor de sua câmera à luz.

Ou seja, quanto maior o número do ISO mais clara será sua imagem, mas a consequência é um aumento da granulação dela.

O nível da granulação varia de acordo com a capacidade de ISO de cada câmera.

Importante lembrar que o ISO só deve ser utilizado em ambientes com uma falta de luz que não possa ser compensada pela velocidade e a abertura. Pois muitas vezes esse ruído pode não gerar um efeito muito agradável.

Ambiente escuro, ISO 800

Importante sempre trabalhar os três itens em conjunto, sempre focando sua necessidade em um dos 3 elementos e equilibrando os demais para obter a melhor exposição.

Não deixe de acompanhar nosso blog, em breve iniciaremos uma série de post’s sobre efeitos e técnicas da fotografia.

2 comentários em “Triângulo da exposição – Velocidade, obturador e ISO

  1. Paulo Tioquetti Responder

    Olá, Yann, meu querido filho. Muito bem explicado. Valeu pelas dicas. O efeito do sucesso = dedicação. Bom trabalho.

  2. Pingback: O que são os sensores das câmeras digitais? - Enkino Filmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *